Associação Cáritas Paroquial do Cruzeiro

Cáritas

Tradição Contemporânea

A Associação Cáritas Paroquial é composta de mulheres rendeiras que vêm de uma geração onde a renda renascença e a agricultura sustentavam suas famílias. Elas começaram a rendar na infância, aos 8 ou 10 anos de idade, mas foi em 2008 que deram início a esta associação. Integrantes como Ana Néry comenta sobre a renascença “gosto de uma renda fechada e bem acabada”, porém Socorro diz “pontos variados, chama atenção, um bom acabamento e um risco com rosas diferentes e bem ornamentadas”.

O ensaio fotográfico percorre rendas de riscos tradicionais e contemporâneos. Imagens apresentam Rendas-Caligráficas em curvas, linhas, bordados à mão e diversidades de pontos na tradicional renascença. Outras imagens-rendas em formas geométricas, inúmeras Aranhas-Bege e Sianinhas-Diagonais ou grandes Flores-Ramagens-Brancas ou Lacê-Preto com gigantes Aranhas-Brancas de uma polegada, compõem traços mais contemporâneos. Apresento Instalação em Branca-Renda, a suavidade e beleza de D. Ana Barbosa aos 100 anos de idade, que quando jovem ensinou esta renda às suas filhas, e, hoje, lembra pouco da renascença, mas a passagem de Lampião perto do seu sítio, traz ativa na memória.

Lenice Queiroga
Pesquisadora e Artista Multimídia

Veja outras pesquisas

Propriedade Intelectual

Todos os direitos reservados do Site Vernacular Renascença. É proibida a reprodução ou utilização, parcial ou total, das fotografias, textos, vídeos e informações deste site sem a prévia autorização de Lenice Queiroga, pesquisadora e artista multimídia.