Mestra Edite Patriota Duarte

RISCO
RISCO
RISCO
RISCO

 

Arabescos em renascença-azul-seda,
os infindáveis caminhos da Mestra Edite Patriota Duarte

Caminhos azuis em papel seda, este foi o percurso de vida da Mestra Edite Patriota,
desenhista de riscos de renda renascença em Poção, Pernambuco. Natural da Paraíba,
iniciou sua vida profissional como costureira e seguidamente, em 1959 na cidade de
Poção, aos 27 anos de idade, começou a fazer os desenhos da renda renascença. Mestra
Edite Patriota comenta a orientação que teve da amiga Maria José, que não era
desenhista… “Aí eu perguntei a ela como eu vou tirar aqui? Ela disse, tu não sabe
matemática, não? Eu disse, sei. Ela falou…se você tirar uma toalha de três metros,
quanto é a metade? Eu disse um metro e cinquenta. Então, você já faz, ela falou, né?
Se for de dois metros e vinte, você faz o quarto de um metro e dez.”  E a Mestra
Edite, seguiu criando desenhos, cujos os motivos eram florais e ramagens, para uma
diversidade de peças como colchas, tolhas de mesa, panos de bandeja, vestidos,
blusas, palinhas, entre outras, atendendo clientes das cidades circunvizinhas de Poção
em Pernambuco e na Paraíba.

Sobre o seu processo criativo diz .. “ ainda hoje é assim… eu boto um papel aqui e fico,
abaixo a cabeça e vou fazendo… Aí sim, vou fazendo aos pouquinhos, pouquinhos, é
quando eu formo um quarto da peça. Não faço mais porque as mãos não conseguem…
O médico perguntou o que eu fazia, qual era meu trabalho, aí a menina disse, a vida
inteira dela foi desenhar…” Mestra Edite atualmente desenha pouco por não ter a
saúde de antes, mas se recorda com alegria, ao lado da sua família, de toda a sua
história em riscos azuis e papeis seda.

Lenice Queiroga
Pesquisadora e Artista Multimídia